Final da Libertadores 2019 será em Santiago; Sul-Americana também será decidida em jogo único

Final da Libertadores 2019 será em Santiago; Sul-Americana também será decidida em jogo único

Em 14/08/2018 às 23:55:09

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou nesta terça-feira que a decisão da Copa Libertadores de 2019, em jogo único, será disputada no Estádio Nacional, na cidade de Santiago, capital do Chile. Além disso, a final da Copa Sul-Americana, antes programada para duas partidas, passará a ser nos mesmos moldes. A entidade informou que a final de 2019 será em Lima, no Peru, mas não divulgou o estádio nem a data.

A decisão da Libertadores está marcada para o dia 23 de novembro.

- As decisões obedeceram ao objetivo estratégico de potencializar o desenvolvimento esportivo do futebol sul-americano, mediante maiores recursos, mais investimentos e melhores padrões em todos os níveis. Além de gerarem mais receitas para serem reinvestidas, as finais únicas serão uma grande oportunidade, para toda a América do Sul, de dar um grande salto de infraestrutura, organização de eventos, controle de segurança, comodidade nos estádios, na promoção regional e mundial de nossos torneios - disse o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez.

"As finais únicas da Libertadores e da Sul-Americana serão eventos que inspirarão todos os sul-americanos a sonhar grande", afirmou Alejandro Domínguez"

A decisão saiu após reunião do conselho da Conmebol realizada nesta terça, em Luque, no Paraguai, onde fica a sede da entidade. De acordo com o anúncio, a escolha de Santiago e Lima se deu após um estudo que levou em consideração diversos aspectos, como organização das cidades, logística, segurança e infraestrutura, além de aspectos políticos, sociais, de mobilidade urbana e hospedagem.

Três cidades se candidataram para receber a decisão da Libertadores de 2019: Montevidéu (Uruguai), Lima (Peru) e Santiago (Chile). Durante o processo, os uruguaios desistiram. As inspeções em Lima e Santiago duraram dois dias e meio em cada capital. Representantes da Conmebol visitaram estádios, hotéis, aeroportos e possíveis locais públicos para receber torcedores ("fan zones"). Depois disso, um relatório da equipe de trabalho foi entregue ao conselho da Conmebol.

Autor: Globoesporte

Comentários