Maylson deposita forte confiança no meio de campo do Náutico para 2017

Maylson deposita forte confiança no meio de campo do Náutico para 2017

Em 05/01/2017 às 16:53:00

Do time titular do ano passado, o Náutico perdeu, pelo menos, seis peças: o goleiro Julio Cesar, os zagueiros Igor Rabello e Rafael Pereira, o lateral-esquerdo Gaston Filgueira e os atacantes Roni e Bergson. Do outro lado, o setor de meio de campo foi o que menos sofreu modificações. Permaneceu quase intacto, à exceção da ausência de Vinícius, que voltou ao Atlético-PR. A manutenção é vista como importante para Maylson, que atua naquela região.

- Todo mundo sabe da qualidade dos jogadores que ficaram como João (Ananias), Rodrigo Souza e Marco Antônio. E existem outros jogadores de meio campo que estão chegando, que com certeza têm qualidade. Mas depende do sistema tático que Dado quer implantar. Temos que conversar para entrosar bastante.

Além dos três citados por Maylson, o volante Negretti foi outro do setor que ficou para 2017. O técnico Dado Cavalcanti, em tese, terá o meio de campo entrosado para começar a temporada. Dado, por sinal, foi alvo de elogios de Maylson, que disse estar conhecendo o treinador agora.

- Estou conhecendo Dado pessoalmente. Foram poucos treinos, mas estou gostando bastante. Ele estuda e entende bastante. Isso vai acrescentar muito para nós e espero que a gente possa entender o quanto antes o pensamento dele. É bom quando a gente pega um treinador desde o início porque já sabe o que ele quer. Vejo que ele é inteligente e está querendo muito vencer. A gente também quer bastante.

O jogador foi um dos primeiros a garantir a permanência para esta temporada. Disse que teve propostas de outros dois clubes, mas escolheu ficar por acreditar no projeto do clube, que vai buscar um título após 12 anos, além do acesso à Série A. 

- Fiquei porque gostei do clube, da cidade e estou feliz aqui. Só não estou mais feliz porque não conseguimos o acesso. Acredito no planejamento e é por isso que fiquei. Acho que podemos conseguir algum título no primeiro semestre e o acesso depois. Tive duas propostas, uma do Brasil e uma de fora do país, mas resolvi ficar.

Autor: Globoesporte

Comentários