Reencontro com torcida enche Baptista de expectativas

Reencontro com torcida enche Baptista de expectativas

Em 22/08/2018 às 11:42:59

A despedida de Eduardo Baptista como técnico do Sport aconteceu há três anos. O dia 6 de setembro de 2015 foi também o último encontro entre o comandante, defendendo as cores do Leão, e a torcida leonina. Nesta quarta-feira, diante do América/MG, pelo returno da Série A do Brasileiro, mais uma vez tal parceria poderá ser protagonizada. E a expectativa de Baptista tem sido grande. Principalmente pelo fato de o treinador acreditar que a força das arquibancadas será capaz de reerguer o clube na competição.

“Expectativa é grande. É um momento, por mim, esperado. Sabia que, em algum momento, eu teria uma nova oportunidade de estar aqui no Sport. Vim duas vezes enfrentar o Sport aqui na Ilha e sei como é difícil. Mas o sabor agora é de estar de novo no lado do torcedor, do lado do Sport, dentro da Ilha do Retiro”, disse Eduardo.

Com a experiência de ter passado um ano e sete meses à frente do Sport, Eduardo Baptista é um conhecedor do clube. Este fato, inclusive, dá a ele gabarito para ressaltar a importância da torcida para que o time possa reagir no Brasileirão.

“É um momento delicado no campeonato. Mas pela apresentação contra o Santos, mesmo que o resultado tenha ficado longe daquilo que pensávamos, a entrega e a luta já deram indícios de que vamos reagir. O torcedor junto, empurrando e incentivando, é fundamental para que a gente consiga ganhar o jogo aqui e sair para uma arrancada no segundo turno”, afirmou.

Vale lembrar que, o torcedor que quiser comparecer à Ilha do Retiro poderá encontrar entradas no valor de apenas R$ 5,00. No início da semana, a diretoria lançou a campanha #EuQueroaIlhaLotada, com bilhetes promocionais para sócios e não-sócios.

Sobre a postura do Sport na partida contra o América/MG, Eduardo Baptista é categórico ao exaltar as tradições do clube.

“Temos que ser como sempre foi o Sport. Um time muito aguerrido, procurando sempre sufocar o adversário, com uma marcação forte. E quando tiver a bola tem que ter paciência para fazer o resultado”, comentou. “Já passou da hora de reagir. É um momento importante. É o reinício do campeonato, uma virada de chave, o segundo turno. É importante vencer e fazer um segundo turno diferente do primeiro”, finalizou o comandante.

Autor: Folha de PE

Comentários